Teoria da Alma

sábado, 27 de junho de 2009

IN SHOCK

Faz quase um mês que eu não venho aqui.
Um mês inteiro que, admito, não foi fácil pra mim.
No meio a tanta confusão de sentimentos e pensamentos, o que me traz aqui hoje é um evento trágico para o mundo inteiro: Michael Jackson morreu. Dá pra acreditar?
Eu não consigo, ainda.
Com apenas 50 anos, muita vida ainda pela frente. O que é que se passava naquela alma torturada? Vendo e lendo reportagens e notícias ontem e hoje, soube que quando ele era criança o pai o chamava de "feio", e ele disse que não gostava de se olhar no espelho e até lavava o rosto no escuro, para não se ver. Eu fiquei, sim, chocada, porque nunca soube disso antes.
Eu nunca passei por isso, mas faço uma idéia do que seja ouvir coisas desse tipo quando se é criança. Os adultos às vezes não percebem o poder das palavras ditas a uma criança. Aquele serzinho pequeno, frágil, altamente influenciável, que ama os pais mais do que tudo e confia neles cegamente. O que quer que eles digam, é lei. Se o pai diz que ele é feio, é porque ele é. É uma confiança cega e absoluta. Até a pessoa crescer e perceber que o pai era um idiota completo por falar isso pra ele, o estrago já foi feito.
Eu imagino como uma criança pode crescer depois de ouvir isso de um pai. Claro que ele tinha uma péssima auto estima. Claro que se odiava. Claro que queria mudar, ficar bonito, ficar diferente. Essa informação deixou tudo muito mais claro pra mim. Ele passou a vida TODA dele mudando sua aparência, numa tentativa, frustrada, claro, de ficar bonito, de receber a aprovação do pai. É absurdo, é doido, mas é!!
O mais absurdo, no entanto, é saber que uma pessoa com tantos recursos nunca tenha encontrado um tratamento para isso. Uma terapia, um psiquiatra. Poxa, esse tipo de coisa tem cura, não tem? Ou pelo menos pode ser amenizada. Será que ele nunca procurou ajuda, será que ele não aceitava ajuda, o que será que acontecia?
Sua ex-mulher, Lisa Marie Presley, disse que ele tinha um comportamento autodestrutivo. Pudera! Com um pai desses, quem não teria?? Vale a pena ler o que ela escreveu sobre ele.
Não há muita dúvida sobre o que aconteceu ontem na casa dele. Ele deve ter tomado uma overdose de alguma droga. Remédios, drogas mesmo, sei lá. Duvido que seja algo muito diferente disso. Uma alma torturada como a dele precisava usar desses recursos para conseguir fugir da realidade que tanto ele detestava. Infelizmente é isso que acontece. O que eu não entendo é como, nos dias de hoje, com tanta informação e tantos tratamentos pra tudo, ele não procurou ou recebeu ajuda para tratar desses problemas tão sérios e graves.
Se fosse meu irmão/filho/marido/pai, eu internava numa clínica psiquiátrica a força!
Mas a verdade é que nunca saberemos o que aconteceu de verdade.
Fiquei muito triste mesmo. Ele era extremamente talentoso, um artista incrível. Uma grande perda.
posted by Karime at 01:42

2 Comments:

Oi, Kaká. Sumida, senti sua alta.
O que você escreveu é muito certo. Eu nunca curti MJ, mas não nego o talento dele. Já li várias vezes reportagens sobre ele que contavam o quanto sofreu com o pai que teve. Acho que ele mesmo não quis se tratar, dizem que ele tinha um comportamento totalmente infantil, não sabia sequer se cuidar. E deve ter se cercado sempre de pessoas que só o exploravam, sem realmente querer ajudá-lo. Haja vista a quantidade de cirurgias que fêz. Como os médicos podiam ceder aos desejos dele e criarem aquela aberração que ele se tornou>
Mas agora já foi. Que ele seja feliz num outro lugar que certamente deve existir!
Bj e não some!

1 de julho de 2009 17:22  

Oi Kaká! Ve se escreve mais seguido! Não abandona o blog!

Sobre Michael! Ele foi o cara que inventou a música POP! Graças a ele hoje as apresentações de artistas da música são verdadeiros shows! Sem contar o talento incrível para dança! Moonwalk é eterno!

Um grande artista que se vai!

8 de julho de 2009 11:17  

Postar um comentário

<< Home